logo

Menu

Associação da

Pasteleira

Torres Vermelhas

Março
Sábado
26
21:30
Música
60 min.
M/6

Rua Gomes Eanes Azurara, 129


COMO CHEGAR

STCP

200 , 204 , 207 , 504

VER NO MAPA

PARTILHAR

DE MARÇO A DEZEMBRO DE 2022

Entrada Gratuita

MARIA MONDA
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image

Sofia Adriana Portugal, Susana Quaresma e Tânia Cardoso partilham o gosto pela pesquisa vocal, sonora e cénica. Estas são as três mulheres que mondam canções, através do canto polifónico “a capella” e dos ritmos da percussão. Cantam repertório do cancioneiro lusófono, mas também composições originais que acentuam a força da palavra e da poesia. Acompanhadas pelo percussionista Tiago Manuel Soares, as Maria Monda cantam canções de José Afonso, Amélia Muge, Chico Buarque, Milton Nascimento, Fernando Pessoa e Almada Negreiros. “Mondar” significa limpar e afastar o supérfluo e para as Maria Monda o essencial é o tecer das vozes ora em sedas suaves, ora em mantas rudes, cantando em homenagem à Terra-Mãe, de nome Maria.


SOZINHO SOU MULTIDÕES!


Cada voz é única, é uma identidade. A forma como a usamos conta uma história, traça um caminho desde a coordenada espaço-tempo onde nascemos até ao ‘aqui’ e ‘agora’ em que nos encontramos. A forma como a usamos em conjunto e em partilha cruza a unicidade, a identidade, a viagem de cada um e transforma-a, ramifica-a, enraizando-se cada vez mais no solo ao mesmo tempo que se ergue em direção ao céu.


Nesta edição do Cultura em Expansão, para além do concerto no dia 26 de março, na Associação de Moradores do Bairro Social da Pasteleira - Previdência/Torres, as Maria Monda aceitam o desafio de invasão musical das Torres Vermelhas do bairro da Pasteleira, partilhando de porta em porta cantigas e paisagens sonoras, unindo as suas vozes às vozes da gente que no bairro habita. Em véspera de concerto, pretendem entrar nas casas daqueles que estão sós, diluindo distâncias e fronteiras através da partilha de cantos, contos ou poemas, num percurso musical partilhado entre vizinhos de todas as idades.


Preciso de multidões para me encontrar, Sozinho sou multidões... PUM! — Almada Negreiros


* Para acesso ao espetáculo é obrigatório o levantamento de bilhete gratuito (até dois por pessoa) no dia e local do espetáculo, a partir de uma hora antes do seu início.

Vozes e percussões

Sofia Adriana Portugal

Susana Quaresma

Tânia Cardoso

Percussão

Tiago Manuel Soares

Som

Rui Ferreira

Produção

BANZÉ / A Monda Teatro-Música

OUTRAS DATAS DE APRESENTAÇÃO