logo

Menu

2014

De maio A dezembro 2021

Entrada Gratuita

Onde chega a cultura


A expansão das atividades do pelouro da Cultura para locais menos previsíveis a nível de oferta e onde o acesso à arte é manifestamente limitado, como é o caso dos bairros sociais da cidade, foi apresentada como meta estratégica para este mandato. Com o Cultura em Expansão, concretizamos esse objetivo. Ao contribuirmos para o alargamento geográfico do fenómeno cultural na cidade – nomeadamente através da programação de, e apoio a, projetos artísticos que partem de um trabalho colaborativo com residentes de bairros e ilhas – sedimentamos uma política de acesso à Cultura sem fronteiras e sem barreiras, no Porto. Desta forma, propomos novas geografias para a Cultura e transformamos a cidade num território expandido, mais vivido, através de práticas culturais dotadas de novos pontos de partida, circulação e chegada.


Com este primeiro momento (que terá continuidade em 2015 com novos interlocutores, ações e locais da cidade) apresentamos projetos interdisciplinares e participativos que cruzam teatro, cinema, artes visuais e pensamento. Incluímos, também, um concerto de piano e violoncelo. Mas todos eles têm algo em comum: trata‐se de projetos de alta qualidade artística que partem de criações ou interpretações de artistas portugueses cujo trabalho é reconhecido a nível nacional e internacional. Com isto, queremos dizer que a cidade real é o nosso principal palco artístico. Em articulação com a Porto Lazer, a Fundação Porto Social e os Pelouros do Ambiente e da Habitação e Ação Social, damos início a esta primeira edição do Cultura em Expansão que tem, em suma, como principal objetivo colocar a oferta cultural onde ela deve estar: em todo o lado, como se a cidade líquida não pudesse ser fechada.


Paulo Cunha e Silva

Vereador da Cultura

Image