logo

Menu

2020

De maio A dezembro 2021

Entrada Gratuita

Nesta que é a sua sétima edição, o Cultura em Expansão continua a pautar-se pela criação de condições que possibilitam uma fruição cultural mais abrangente no Porto, reforçando o acesso e a proximidade a um conjunto de actividades culturais continuadas, desafiantes e diversificadas. O ano de 2019 foi de reestruturação. Implementou-se um plano ambicioso orientado pela regularidade programática centrada em três auditórios distintos – da Associação de Moradores do Bairro Social da Pasteleira – Previdência/Torres, do Grupo Musical de Miragaia, e da Junta de Freguesia de Campanhã –, promovendo um novo paradigma de envolvimento em cada território. A par disso, apresentou-se também um conjunto de iniciativas por toda a cidade, dando continuidade a um trabalho de articulação com outras associações, estruturas e artistas. Confirmámos que a criação dos três pólos permitiu um maior envolvimento da população com os projectos apresentados e com o trabalho das associações parceiras. 2020 será, portanto, um ano de reforço do formato concebido em 2019, apostando-se numa crescente fidelização de públicos e numa programação multidisciplinar, apoiadas por um quarto pólo na Associação de Moradores da Bouça.


Para o sucesso deste modelo foram essenciais as parcerias estabelecidas com as estruturas que se encarregaram do acompanhamento do programa em cada local – o Visões Úteis em Campanhã, o Teatro do Frio na Pasteleira e a Confederação em Miragaia. Para além de continuarem o seu trabalho este ano, convidámo-las – juntamente com a Sonoscopia na Bouça – a programarem connosco o Cultura em Expansão. As quatro parcerias representam pontos de contacto entre residentes, colectividades, público e artistas, sendo fundamentais para o envolvimento das comunidades locais em actividades cuja componente participativa, através de criações em residência, tem vindo a crescer. Do teatro à dança, passando pela música, o cinema e os cruzamentos que daí advêm, propomos não só o desenvolvimento e formação de novos públicos, como também a participação alargada no processo de criação e experimentação artística. Em 2020, o Cultura em Expansão cumpre assim a dupla intenção cultural e cívica de levar a arte a todos, incentivando todos os públicos a participar, conhecer, interagir e tornarem-se parte vital da vida artística da cidade.


Rui Moreira

Presidente da Câmara Municipal do Porto

Image

EQUIPA

CÂMARA MUNICIPAL DO PORTO


Presidente

Rui Moreira


Pelouro da Habitação e Coesão Social


Vereador

Fernando Paulo


ÁGORA - CULTURA E DESPORTO, E.M.


Presidente do Conselho de Administração 

Catarina Araújo

Administradores Executivos

Ana Cláudia Almeida César Navio

Diretora Geral da Unidade Orgânica da Cultura 

Francisca Carneiro Fernandes

Diretor de Comunicação e Imagem

Jorge Rodrigues


DEPARTAMENTO DE ARTE CONTEMPORÂNEA E CINEMA


Direção Artística

Guilherme Blanc

Direção Executiva 

Sílvia Fernandes

Coordenação de Comunicação e Edição

Lídia Queirós

Comunicação

Tiago Dias dos Santos


GABINETE DE ARTE E COESÃO - CULTURA EM EXPANSÃO


Coordenação Executiva e Programática

Rita Maia

Assessoria de Programação

Ana Rocha

Produção Executiva

Tiago Espírito Santo

Edição de Conteúdos

Diana Reis

Coordenação Técnica

Cárin Geada

Design Gráfico

Oscar Maia





MECENAS


Mota-Engil SGPS

Fundação Manuel António da Mota Mota Gestão e Participações, SGPS, SA

PARCEIROS

Confederação - Colectivo de Investigação Teatral

Fundada em 2010 em Miragaia, a Confederação - colectivo de investigação teatral trabalha nas áreas da Criação, Investigação, Edição e Formação. Tendo como ponto de partida os espetáculos de proximidade, com dramaturgia própria em torno das formas populares de teatro, desenvolve projetos de investigação com uma forte ligação entre o teatro e as imagens em movimento. Na área da edição, em 2013, criou a coleção Cadernos Hestóricos, na qual organiza e edita parte dos seus objetos de investigação. Entre a sua atividade, destaca-se ainda o projeto Officinas, uma iniciativa de formação, de curta e média duração, que serve como campo de experimentação e criação de novas formas e técnicas pedagógicas relacionadas com o teatro. Parceira do Cultura em Expansão desde 2019, a Confederação tem trabalhado anualmente no desenvolvimento de projetos de proximidade com a comunidade, em torno do quase centenário Grupo Musical de Miragaia e do território que, com vista privilegiada para o Douro, o envolve.

Sonoscopia

A Sonoscopia é uma associação para a criação, produção e promoção de projetos artísticos e educativos, centrada nas áreas da música experimental, na pesquisa sonora e nos seus cruzamentos transdisciplinares. Desde a sua criação, em 2011, produziu mais de 700 eventos, criações artísticas, atividades pedagógicas e publicações, destacando-se projetos como PhonambientINsonoPhobos - Orquestra Robótica Disfuncional e Phonopticon. Desenvolveu projetos em diferentes países europeus e em geografias tão distantes como os Estados Unidos, a Colômbia, o Chile, o Líbano, o Japão, a Tunísia ou os Emirados Árabes Unidos. Com um espaço no Porto, onde dispõe de pequenos estúdios equipados e preparados para a conceção e produção de trabalhos criativos e científicos, residências e apresentações informais, tem vindo a acolher centenas de artistas de todo o mundo.  Desde 2020, a Sonoscopia é parceira de Cultura em Expansão, trabalhando na programação, produção e desenvolvimento de iniciativas associadas à Associação de Moradores do Bairro da Bouça e comunidades que o rodeiam. 

Teatro do Frio

O Teatro do Frio - Pesquisa Teatral do Norte é um coletivo artístico constituído em 2005 que investiga limiares e zonas de contacto entre os processos de criação teatral e a arte sonora, acústica, dança e escrita composicional, relacionando cinestesia (linguagem do corpo) e toponímia (linguagem do território). Em 2019 aceitou o convite de colaboração com o Cultura em Expansão, tendo como principal cúmplice e parceiro a Associação de Moradores do Bairro Social da Pasteleira - Previdência / Torres. Foi também nesse ano e no âmbito do programa que apresentou o projeto King Kong, um espetáculo original e interdisciplinar, desenvolvido a partir de encontros com o território e de um desejo de investigar relações entre o ser humano e a paisagem. Desde então, o Teatro do Frio tem aprofundado o seu trabalho junto de moradores, vizinhos, lojistas, artistas, instituições próximas ou aproximadas em geografia e motivações, reconhecendo parceiros e descobrindo elos, paralelismos e confluências.

Visões Úteis

O Visões Úteis é um projeto artístico de origem teatral com atividade em torno da criação, produção, programação, desenvolvimento do território, investigação, formação e edição. Criado em 1994, tem direção artística de Ana Vitorino, Carlos Costa e João Martins. Conta hoje com mais de meia centena de trabalhos desenvolvidos em território nacional e no estrangeiro, e assentes em parcerias muito diversificadas, entre espetáculos de teatro, trabalhos de performance na paisagem e com a comunidade, assim como com uma atividade profícua na publicação de livros e a criação e produção de filmes e formatos sonoros.


Projeto pluridisciplinar, com uma direção partilhada e assente em metodologias de trabalho colaborativas, em 2019 o coletivo tornou-se parceiro do Cultura em Expansão em Campanhã, freguesia onde atualmente está sediado e com a qual tem vindo a desenvolver, desde 2007, uma relação de grande proximidade, através de criações no terreno e um particular envolvimento das comunidades e entidades locais. Responsável pela programação das atividades para aquele território, continua desde então a apresentar novos projetos culturais e artísticos em estreita colaboração com a comunidade, criando e consolidando novos públicos.